segunda-feira, 6 de novembro de 2006

Quadrilogia Alien

O que vos falo hoje, é provavelmente uma das minhas sagas preferidas do cinema. Trata-se da quadrilogia Alien, que tanto nos assustava desde miúdos quando transmitidos na TV a altas horas da noite, e mesmo assim insistíamos em ver.

Para quem não sabe a história desta saga de monstros alienígenas, aqui fica um resumo:

Alien –O Oitavo Passageiro - 1978

Contava a história da nave espacial Nostromo que em viagem de retorno das profundezas da galáxia, transporta uma tripulação de sete pessoas de volta à Terra. Mas quando o computador da nave recebe um sinal vindo de um sistema planetário próximo, a tripulação é acordada de sua hibernação. Contudo só após a Nostromo ter aterrado no desolado planeta chamado LV-426 e três tripulantes terem descido para investigar os destroços de uma imensa nave espacial, é que o sinal é decifrado e descobre-se que era um alerta. Mas um dos tripulantes já havia tido um assustador encontro cara-a-cara com a criatura alienígena, quando inspeccionava um casulo em forma de ovo. E assim se inicia o horror - um horror que acabará com as vidas de seis membros da tripulação e mudará para sempre a vida da sétima – Ripley (Sigourney Weaver)


Aliens – O Reencontro Final - 1985

Após escapar da Nostromo segundos antes de sua destruição, Ripley vagueia pelo espaço durante 57 anos. Quando seu módulo de fuga é finalmente encontrado por uma equipa de resgate, Ripley é levada para uma estação espacial em órbita da Terra onde fica a saber que enquanto vagueava pelo espaço, LV-426 tinha sido colonizado. Como os colonos nunca haviam encontrado quaisquer alienígenas nos vinte anos em que já estavam no planeta, a história de Ripley e o destino dos seus colegas tripulantes são recebidos com descrédito. Mas quando a comunicação com LV-426 é interrompida, a Companhia propõe reabilitar a licença de vôo de Ripley mas se ela se dispuser a acompanhar uma equipa de soldados com armamento de última geração que está de partida para o planeta. De inicio, Ripley recusa-se, mas ela acaba por perceber que o único modo de se livrar do pesadelo que a espera todas as vezes que fecha os olhos é enfrentá-lo cara-a-cara.


Alien 3 -1992

Mais uma vez Ripley acorda da sua hibernação numa situação que não é exactamente a prevista. Além de descobrir que não está mais no módulo espacial que transportou a ela, Newt e Hicks para longe de LV-426, ela também toma consciência que mais uma vez ela é a única sobrevivente do módulo espacial. Mas ela não fica sozinha por muito tempo. Pois a sua nave caiu em Fury 161, um planeta gelado habitado por ex-presidiários de uma prisão de segurança máxima. Quando ela começa a suspeitar que um alien também pode ter vindo como passageiro no módulo espacial, Ripley recebe a desagradável notícia de que os prisioneiros não possuem tecnologia avançada ou armas modernas. Mas o choque mais avassalador ainda está por vir: quando observa a reacção da Rainha alienígena em relação à sua pessoa, Ripley começa a temer que um velho pavor esteja de volta numa dimensão ainda mais aterrorizadora.

Alien– Ressureição - 1997

Duzentos anos passaram-se desde que Ripley sacrificou sua vida em Fury 161. Agora após tanto tempo, e após sete pavorosos fracassos, os cientistas finalmente conseguiram clonar uma réplica perfeita de Ripley, que inclui DNA da Rainha alienígena que se desenvolvia dentro dela quando Ripley morreu. Como o clone de Ripley é tão perfeito, os cientistas decidem também mantê-la viva para estudos. Mas essa nova geração de aliens nascidos da Rainha de Ripley é muito mais inteligente do que foram seus antecessores - um facto infeliz que os cientistas só percebem após a tripulação da nave The Betty ter chegado com mais alimento para os aliens na forma de um grupo de humanos sequestrados.

Para finalizar, deixo a trailer do meu filme preferido desta quadrilogia - Aliens – O Reencontro Final.

Bons sonhos!!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 6.11.06

1 comentário(s)