quinta-feira, 30 de março de 2006

Os Conguitos

Das muitas coisas que ainda recordo da minha infância, e das poucas que ainda existem, os Conguitos sãos uma delas! Ainda hoje, vi uma miuda, de tenra idade, a pedir ao seu pai um pacote de Conguitos! Ao ver aquele quadro, deu-me cá umas saudades!! Vocês nem imaginam...
Conheci e comecei a comer estes maravilhos amendoins cobertos de chocolate, quando ia de férias para o parque de campismo de Santo André! No Anos 80, e durante muito tempo, fui de férias para aquele local que axava maravilhoso! E cada vez que ia com os meus pais telefonar à familia que ficara na terra, era sempre motivo pra pedir estas deliciosas goluseimas!
Felizmente, ainda há coisas que nos podemos orgulhar de ainda existirem, e os Conguitos são uma prova!

O mesmo já não digo às Belinhas, bolachas de chocolate deliciosas, da Triunfo, e as Catraias! As bolachas numero 1 da minha infância - eram uma bolachinhas pequeninas, com os signos do zodiaco desenhados. Da Triunfo, também...eram deliciosas!
Se alguêm partilha destes e doutros gostos por goluseimas d'Os Verdes Anos, deixe aqui o seu testemunho!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 30.3.06

5 comentário(s)

quarta-feira, 29 de março de 2006

Capitão Power e os Soldados do Futuro


Era grande "nice" ligar a Tv e ver esta série. O seu aspecto futurista, e aqueles fatos especiais eram uma maravilha!!! Eu, pessoalmente gostava de ser o Tank, era o mais fixe!
Pra quem não se lembra, esta série passava-se no ano 2147, onde o homem lutara contra as maquinas e vice-versa, e onde as máquinas ganharam! E havia uma espécie de corpo de elite, comandada pelo Capitão Power, e tinham uns fatos que se transformavam em armadura...já estão a ver....???
Se não se lembram mesmo assim, basta verem o genérico em baixo...basta clicarem no "play".
POWER ON!!!


posta metida por: Ricardo Granjeia a 29.3.06

6 comentário(s)

terça-feira, 28 de março de 2006

Lena d'Água

Pr'a quem não sabe, Helena Maria de Jesus Águas, mais conhecida por Lena D'água, foi outra das grandes vozes dos Verdes Anos.


Tinha eu tenra idade, quando ouvia as suas musicas na rádio Renascensa e delirava com aquela voz doce! Temas como o "ólhó Robô" (1981) e o imortal "Sempre que o amor me quiser" (Lusitânia, 1984) ainda resistem no meu imaginário juvenil.



Ao fim de alguns discos e de muitas actuações na tv, o que é certo é que a musica da Lenita deixou de se ouvir, com muita pena minha...tendo ficado surpreendido quando a revi, desta vez num Reality Show da Tvi, sendo a sombra do que fora antigamente!
Hoje, deixo-vos dois soundbytes desta grande artista da música ligeira portuguêsa, espero que gostem e relembrem!

Sempre que o amor me quiser


Rôbo


Doce

Powered by Castpost

posta metida por: Ricardo Granjeia a 28.3.06

2 comentário(s)

domingo, 26 de março de 2006

Férias 2

Verão de 2000, mais uma das muitas noites de Setembro passadas em Armação de Pêra, e pr'a variar no Bar Reis, ponto de encontro depois de jantar!
A cor avermelhada do Cajó, era proporcional à quantidade de canecas de cerveja em cima da mesa! (que ele já tinha bebido, pois claro!!!)

posta metida por: Ricardo Granjeia a 26.3.06

1 comentário(s)

sábado, 25 de março de 2006

Hoje há novidades!!!

Caros amigos, é com muito gosto que vos apresento a nova cara d'Os Verdes Anos. Está mais fresco, mais catita, em homenagem aos velhos tempos, tal como mostra a foto!Digamos que é uma prenda antecipada aos visitantes deste blog, pois no pouco tempo que tem de vida, já tivemos cerca de 700 visitas! Nada mau!
Espero que gostem!
Quero hoje também dar-vos a conhecer mais um amigalhaço dos verdes anos. O Jorge! Grande amigo de noitadas e de aventuras, uma autêntica fada do lar, como demonstra esta foto tirada numa passagem de ano na Aldeia da Luz!
Um grande abraço para o negro mais branco do continente africano!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 25.3.06

2 comentário(s)

sexta-feira, 24 de março de 2006

Água das Pedras


Isto até podia ser um anuncio à água das Pedras, mas não é!!! As caras joviais, a ausência de pilosidade facial destes dois amigos (Carlos e Cajó) eram um must nestas férias em Armação de Pêra!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 24.3.06

1 comentário(s)

quinta-feira, 23 de março de 2006

Ministars


Para quem não sabe, o conceito Ministar, nasceu em 1986, uma das épocas douradas d'Os Verdes Anos. Os ministar era nada mais , nada menos que um grupo de miúdos e miúdas, com idades compreendidas entre os 10 anos, que cantavam em português, musicas e versões de outras bandas portuguêsas e estrangeiras. Era "Altamente!!", plagiando aqui o nome de um dos discos destes artistas!

Confesso que eu, assim como muito boa gente na altura, gostaria de fazer parte deste grupo. Era fixe cantar e o que não seria asparecer na capa de um disco, ou até mesmo nos programas juvenis da altura, tais como o Clube Amigos Disney!!! Tantas vezes chateei a minha mãe, dizendo que queria ir para os Ministars!! E as cassetes! tinha algumas que guardava com muito carinho, e sempre q saiam novos albuns, lá ia eu com 300 escudos, comprar as cassetezinhas Mid Price, que tal como o nome indica, era a metade do preço, e tinha metade das musicas das cassetes mais caras. Querem o quê?? a malta nos seus Verdes Anos era pobre, e não se dava ao luxo de gastar ou pedir 1000$00 (escudos) aos papás pra comprar musica!

Só sei que nunca concretizei o meu grande sonho na altura, que era mesmo ir para os Ministars, e quem sabe, se me passou uma carreira musical ao lado!! E que eu saiba, não conheço ninguém que tenha participado nesta ou noutra banda juvenil da altura.
Mais tarde, vieram os Onda Choc, mas isso fica pra outra "posta de pescada"!!

Para ouvir alguns sucessos dos Ministar, cliquem em "play".

Bom tempo vem ai - Chora Coração

O Amor é assim - Get Weak

Nave Azul - Love Changes Everything


Powered by Castpost

Quero dedicar esta posta à minha namorada!
Carla... PARABÉNS!!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 23.3.06

7 comentário(s)

quarta-feira, 22 de março de 2006

E chegou a Primavera!!

É verdade! Na Primavera era sempre uma alegria, plantava-se uma àrvore, ouvia-se os passarinhos e cantava-se "uma árvore é um amigo". Cantada por Joel Branco, este tema imortal passou de geração em geração, transmitindo valores à criançada!

A quem tem este vinil, que conte aqui a experiência dos seus verdes anos, quando ouvia esta maravilhosa melodia.

Pra ilustrar esta "posta", deixo-vos uma foto muito especial, onde o nosso amigo Casco, depois de uma noitada afogada em "Fim de Século", resolveu agarrar-se à natureza, em desespero! E não é que a árvore foi mesmo amiga dele!!

Para ouvir "uma árvore, um amigo" de Joel Branco, cliquem aqui.

(fonte: www.misteriojuvenil.com)

posta metida por: Ricardo Granjeia a 22.3.06

2 comentário(s)

terça-feira, 21 de março de 2006

As patuscadas

Aquando os feriados na Industrial se proporcionavam, era dia "santo" na casa! Por outras palavras, bastava um feriadinho a Inglês ou a outra coisa qualquer para nos juntarmos na garagem do Cajó ou no quintal do "Catapeta" pra mamar umas quantas médias! Este video, filmado em 96 ilustra uma "patuscada" no quintal do amigo César, com caracóis e litradas à mistura, resultando num momento brokenback!!! Este video, que tenho o prazer de publicar hoje, é considerado por muitos um clássico, mesmo pelos que ainda não o viram! Não pela mensagem que transmite, mas pela triste figura que 3 putos com a camada faziam num feriado da escola numa tarde de verão!!


Para ver o video, cliquem em "Play"
.



AVISO: A partir de hoje, todos os post que contenham video/audio serão postos desta maneira pois o servidor do SAPO que aloja os videos já está a abarrotar e esta é a melhor maneira de os colocar de modo a todos os verem/ouvirem!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 21.3.06

4 comentário(s)

segunda-feira, 20 de março de 2006

Hora da sobremesa


Na já extinta Aldeia da Luz, num dos momentos da refeição, mais concretamente na hora da sobremesa, a nossa amiga Silvia, o Pinto e o Gongas, saiem-se com este maravilhoso quadro!
Assustador, no minimo!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 20.3.06

1 comentário(s)

domingo, 19 de março de 2006

Quitoso

Na altura das joelheiras e cotoveleiras de napa nas calças e casacos, outro dos pesadelos d'Os Verdes Anos eram sem dúvida os piolhos e lendeas. Mais irritante do que aquela comichão na cabeça, era saber que ainda por cima fora um colega nosso da escola primária que não teve o bom senso de ficar em casa, e que nos transmitira tamanha praga! Confesso que fui um dos muitos infelizes que teve a má sina de hospedar tal bicheza, mas, como tudo, as mães tinham sempre solução; solução essa de nome QUITOSO. O Quitoso, nas variantes shampoo e loção, tal como Schwarzenegger, exterminava totalmente a bicharada, deixando um suave alivio nas cabeças juvenis da altura!

Para ouvir o anuncio, cliquem aqui.

(fonte: www.misteriojuvenil.com)

posta metida por: Ricardo Granjeia a 19.3.06

2 comentário(s)

sábado, 18 de março de 2006

Sapex Casão


Ao vasculhar a minha vasta colecção de vhs, fui encontrar esta pérola (e muitas mais) duma das muitas noites de 1 de Novembro, vulgarmente denominada de "noite do Estudante". Esta mais concretamente foi na casa dum grande amigo da altura d'Os Verdes Anos, o Zé Matos, que a disponibilizou para mais uma tertúlia de copofonia.
Numa altura em que o Definitivo era rei, e a Sagres já abundava nos nossos corações, decide-se dar azo à nossa alegria, e envergar no mundo da publicidade. O SAPEX Casão é já pra muitos um clássico, com algumas variações, confesso, mas o Casão continuará a ser o "The ONE".
Espero que gostem deste clip, e já agora deixo o repto, a quem possuir mais filmagens d'Os Verdes Anos, que entre em contacto comigo, a fim de as disponibilizar aqui neste cantinho de memórias.

Para ver o filme, cliquem em "play".

posta metida por: Ricardo Granjeia a 18.3.06

7 comentário(s)

sexta-feira, 17 de março de 2006

A 1ª Comunhão

Das poucas actividades religiosas em que estive inserido, a catequese, foi uma delas. Não porque fosse moda, nem muito menos ser o meu desejo seguir a vida religiosa, apenas estava na catequese...por estar! O convívio fora do horário escolar que se tinha com outros miúdos da minha idade era salutar, e para os papás, de certo modo até era motivo de orgulho ter o petiz na catequese. O culminar da catequese, pra mim foi a 1ª Comunhão. Ali estava eu, com os meus amigos, e as respectivas "velinhas" (bahhh), como mostra a foto.
Um momento p'ra recordar, sem dúvida...

posta metida por: Ricardo Granjeia a 17.3.06

1 comentário(s)

quinta-feira, 16 de março de 2006

José Cid

Neste momento, ao ouvir a antologia deste grande artista português da música popular portuguêsa- José Cid, deu-me uma vontade incrível de escrever algumas linhas sobre ele, e a sua importância n'Os Verdes Anos. Numa altura em que o conceito pimba ainda não existia, tudo ou quase tudo o que era música portuguêsa, era popular, José Cid estava no topo da lista.

Desde pequeno, que fui habituado a ouvir e a conhecer musica, no pequeno gira-discos da minha tia, as tardes eram curtas demais p'ra tanto single que queria eu ouvir. Alguns dos singles em vinil (33rpm's) que tinha eram de José Cid; sucessos como "no dia em que o rei fez anos", "como o macaco gosta de banana", "portuguesa bonita", "amar como jesus amou", e outras, tornavam-se um habitué na minha playlist improvisada, aquando a minha tia ia buscar o velhinho gira-discos.


Guardo ainda alguns dos discos com algum carinho, hoje em dia sem valor algum comercial, mas com bastante valor sentimental, embora a tecnologia já esteja evoluída, onde o CD e o DVD imperam, e para muitos o vinil está obsoleto, dá-me uma nostalgia ouvir o som caracteristico da "batata frita" na coluna da aparelhagem, onde ainda tenho um gira-discos, nada como o "velhinho", aquele...das tardadas.
Que se lixe o euromilhões, quero é voltar aos meus 6 anos, e estar frente à camilha, debruçado sobre ela, a ouvir José Cid no velho tocadiscos....


Para ouvir alguns "soundbytes", cliquem em baixo:

"Um grande, grande amor"
"Como o macaco gosta de banana"
"Amar como Jesus amou"

Adio, adieu, auf wiedersehen, goodbye!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 16.3.06

3 comentário(s)

quarta-feira, 15 de março de 2006

Magricelas, espigadotes entre outros!


Sempre fui gajo magrinho, e esta foto comprova-o bem! Magrinho e com poucos cabelos no peito! Em relação ao resto da malta, não que isso fosse complexo de inferioridade, mas n'Os Verdes Anos, qualquer barbicha mal aparada, ou qualquer buço avantajado (a tal fase do rebenta-pintelho) fazia distinção entre um homem e um puto!
Os motivos pr'a qual hoje mando 2 "postas de pescada" são, em primeiro lugar, porque ontem o serviço de envio de imagens do blogspot tava avariado, motivo ao qual não escrevi nada, e segundo, para dedicar esta mesma "posta" ao amigo Pinto, parceiro de muitas andanças, de muitos jantares, de algumas bebedeiras, de negócios, uns (muito) escuros, outros pouco, de engates falhados...segundo as palavras do mesmo, qualquer gaja apresentada pelo amigo Pinto, " tens mel garantido!!!!" ah..ah..ah!!! pensavas que me tinha esquecido!!?!?!?! e finalmente, the last but not the least, pelos seus comentários saudosistas que complementam as vivências e "postas" deste blog e destes nossos Verdes Anos!
Abraços do tamanho do mundo!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 15.3.06

2 comentário(s)

Manel dos Potes


Era nesta tasca que a malta de juntava todas as sextas e sábados para beber uns copos! O aspecto típico e o seu ambiente acolhedor eram motivos suficientes para passarmos longas noites lá.
As belas das mines, nos verdes anos, faziam sensação, pois não eram necessárias muitas pra alegrar a noite.

posta metida por: Ricardo Granjeia a 15.3.06

3 comentário(s)

segunda-feira, 13 de março de 2006

Férias 1


Estávamos nos anos dourados de 2000, em Setembro, era da praxe rumarmos a sul e irmos de férias! Nos verdes anos, Armação de Pêra era invadida por um bando de putos armados em turistas de pé rapado. Chegavam a ser ao magotes, tudo enfiado na mesma casa. As noitadas, essas tinham sempre o mesmo caminho: cafésinho no Bar Reis: típico bar-english-pub, genialmente decorado com isqueiros, e orientado pelo Sr. Reis e pela Dª. Linda. Quem dizia um cafésinho, dizia umas canecas de cerveja mágnificas que caiam que nem ginjas depois de jantar. Esta foto mostra mesmo isso, assim como o convívio que se tinha naquela esplanada algarvia até ás tantas.

posta metida por: Ricardo Granjeia a 13.3.06

0 comentário(s)

sábado, 11 de março de 2006

Spectrum

Outra das glórias dos verdes anos foi sem dúvida aquele teclado cinzento ou preto (no meu caso) de nome Spectrum!. O Spectrum era nada mais nada menos que um pequeno computador, em que servia unica e simplesmente para jogar, se bem que os mais cromos, utilizavam-no para desenhar, fazer novos jogos, mas eu, só o usava para a jogatana. Aquele ruido caracteristico dos jogos a carregar e a eternidade que os mesmos demoravam a carregar, assim como a desilução dum jogo que demorara horas a carregar, no momento de "entrar" e que lhe dava o baque e voltava tudo ao inicio, deixam uma nostalgia no coração da geração "verde".

Este computador, bastava ligar à TV, para nos dar horas e horas e horas de divertimento, falo por experiência própria, pois o meu, ao fim de uma semana, foi directo pr'á fábrica, com a placa de teclado queimada, tal não era o desgaste! Os jogos, vendido em cassetes na maioria das casas de electrodomésticos (OLIVA, por exemplo) eram deliciosos, com gráficos únicos, de salientar alguns hits tais como, Chucky Egg, Pacman, OutRun e sem falar no grande Café Paradise, o primeiro jogo hard-core português que educou muito teenager da década de 80. O meu "Spectrum" era igual ao da imagem em baixo, com pistola e tudo, incluindo uma mega cassete com jogos do James Bond - uma delicia!!!!

Para ouvir o "spectrum" a carregar um jogo, cliquem aqui

posta metida por: Ricardo Granjeia a 11.3.06

4 comentário(s)

sexta-feira, 10 de março de 2006

Raiva Verde

Nos verdes anos, a malta também se preocupava com causas humanas e não só. O projecto Raiva Verde foi um deles! Este grupo activista ecológico, em que faziam parte vários amigalhaços da escola Industrial (Gabriel Pereira): Pinto, Carla Guerra, Bate-Chapas, Tânia, entre outros, esteve envolvido em várias actividades tais como na limpeza do Alto de S. Bento, sensibilização da população na poupança de agua, entre outras.

Estas fotos mostram precisamente uma dessas actividades, realizadas na praça do Giraldo, onde se mostrava à população a poluição da àgua.

posta metida por: Ricardo Granjeia a 10.3.06

2 comentário(s)

quinta-feira, 9 de março de 2006

Bocas


Tal como os anuncios, os desenhos animados e as séries de culto também tem um cantinho muito especial no nosso imaginário. Um desses desenhos animados foi o do Bocas, que era transmitido na Rtp 2, num programa interactivo chamado "Agora Escolha" apresentado por Vera Roquete, em que o telespectador teria que votar no Bloco A, B ou C, correspondente à serie que pretendia ver depois destes deliciosos desenhos animados!

As asneiras deste personagens e dos seus amigos (quem não se lembra da tartaruga Ted ,do cão Toy e do gorila Rambo) assim como o humor non-sense, quase sádico, levava-nos a almoçar à velocidade da luz, para ter a grandiosa recompensa depois dos tpc's!

Para ouvires o genérico do Bocas, clica aqui.

(fonte: www.misteriojuvenil.com)

posta metida por: Ricardo Granjeia a 9.3.06

6 comentário(s)

quarta-feira, 8 de março de 2006

Tragabolas

Como não foi só de imagens que foram vividos os verdes anos, abro hoje uma nova rubrica dedicada àquelas anuncios que nos deliciavam e nos vidravam frente à Tv. Quem nunca pediu aos papás os GI Joes e os playmobil? E quem não teve o belo do piolho e usou o magnifico Quitoso?
Deixo hoje o anuncio do Tragabolas, aquele jogo em que o objectivo era comer as bolas com os hipopotamos e a malta gostava à brava...eu nunca tive um destes, mas para quem teve, que deixe aqui a experiência.


Para ouvir o som, clica aqui com o botão direito do rato e faz "guardar destino como", seguido de "ok".

(fonte: www.misteriojuvenil.com)

posta metida por: Ricardo Granjeia a 8.3.06

5 comentário(s)

terça-feira, 7 de março de 2006

Passagem de ano 1

O final de um ano é sempre altura pa se festejar...nem que seja com cinco malucos frente a uma fogueira a beber copos de tinto e a ver um concerto de Metalica na Tv. A felicidade estampada no cara laroca da Xana prova bem esta noite de festa que finalizou às tantas, congelados na estrada dos Canaviais a pé, com litradas em sacos de plástico!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 7.3.06

1 comentário(s)

segunda-feira, 6 de março de 2006

Jantaradas e birinaites


Longas noites se viviam pela altura dos verdes anos como prova esta foto, tirada numa das muitas jantaradas de anús da cambada! O famoso bitoque ou a bela da sopa de tomate, eram parceiros da mui grande badalhoquice que eram estes jantares, onde culminava com as memoráveis oferendas que a rapaziada dava ao aniversariante, a mencionar: Totolotos, autocolismos, escadas, pedras, etc.
Belos tempos estes, quando no fim da noite, umas mines e uma bifana nos Dianas, aqueciam o espirito e a alma, para percorrer o caminho de volta até casa!

posta metida por: Ricardo Granjeia a 6.3.06

4 comentário(s)

sábado, 4 de março de 2006

Batmaki Batmali 1

Esta banda, ou lá o que se pode chamar, nasceu com um objectivo: O de acabar um dia! Repleta de tamanhos talentos adquiridos nos confins do mundo e com inumeras influências do panorama musical nacional e internacional, os Batmaki Batmali cedo passaram a banda de culto, e de culto a mito, sendo os concertos acessiveis a um numero reduzido de pessoas, assim como a altas elites da societé!
Muitos foram os concertos desta famigerada banda! Uns unplugged, outros nem por isso, mas todos eles com uma tónica musical e etílica bastante acentuada.
Quem não se lembra de grandes sucessos como "Fui à praça comprar peixe" - hard punk rock inspirado nessa bela profissão que é o varinismo; "Esgrúdú" - Balada com um cheirinho a África e às suas grandes pradarias; "Ivo! Ivo! Dá-me um preservativo!" - Pot-pourri musical e analgésico com influências indús; entre outros...

Nesta foto, pode-se ver a formação alternativa dos B.B. num dos muitos concertos exclusivos e privados.

Pra finalizar, quero deixar um cheirinho.........(já está) e um excerto dum belo poema desse grande autor, compositor e mentor dos Batmaki Batmali, Jaffo Dias Zéca Ralho, intitulado "Lambe-me a Rata":

"Lambe-me a rata

que ela morde mas não mata
que ela morde mas não mata
a bela da rata!"

posta metida por: Ricardo Granjeia a 4.3.06

2 comentário(s)

sexta-feira, 3 de março de 2006

Friends will be friends...

Por muito que o tempo passe, os amigos não se esquecem! Esta foto foi tirada na escola primária, a dar pelos pratos em cima da mesa, suponho que foi num dia de aniversário.
Num inesperado momento, o clic da máquina regista este abraço sincero e puro de quatro amigos: Gonçalo, Nuno, Ricardo e Nelson.


Em memória do nosso amigo Nuno Monteiro.

posta metida por: Ricardo Granjeia a 3.3.06

1 comentário(s)

quinta-feira, 2 de março de 2006

Penalty's de bolo

Nos aniversários é costume convidar os amigos, abrir as prendas, beber laranjada apagar as velas e claro está...penalty's de bolo!!!
Esta modalidade, inventada pelo amigo Custódio, tornou-se desde então uma ideia inovadora e pioneira logo a seguir ao rebobinador de DVD's e aos peidos com sabor.
Sem dúvida, um valor a transmitir às gerações futuras.

posta metida por: Ricardo Granjeia a 2.3.06

0 comentário(s)

quarta-feira, 1 de março de 2006

Cangalhas progressivas e narizes vermelhos!


Ao relembrar uns tempos atrás, recordo-me desta foto do Catapeta tirada no jardim da cerveja, onde alcoolicamente se celebrava o carnaval.
Reparem na dupla cangalha progressiva que o Catapeta ostentava com grande garbo.

posta metida por: Ricardo Granjeia a 1.3.06

1 comentário(s)